27.5.06

SE CALHAR FIZEMOS BEM

Éramos quatro: John, Paul, Ringo... não, éramos quatro: eu, o Luis, o Manel e o Paulo.
Éramos os únicos quatro representantes do kendo presentes na 10ª Demonstração de Artes Marciais da Ass. de Amizade Portugal-Japão. E, se calhar, até fizemos alguma coisa bem.

Eu passo a explicar:
Tinhamos sete minutos para fazer a nossa coisa. Já repararam como o tempo de demosntração tem vindo a diminuir ao longo dos anos?... Adiante, como é que se demonstra em sete minutos a paixão de uma vida? Simplifica-se... ao máximo.

Assim fizemos. Demonstrámos as técnicas base: men, kote, do, tsuki. Depois mostrámos que se pode fazer também a recuar em hiki-waza: Hiki-men/kote/do. Depois, depois... desatámos à paulada. Primeiro o Manel contra o Paulo e, depois, eu contra o Luis. Dois minutitos cada um e foi um "ver se te avias". Muito kiai e "muchas ganas".

Como é que sei que o nosso (modesto) contributo até nem foi mau? Acabámos, arrumámos a tralha e ficámos ali "a flutuar" à espera que aquilo acabasse para ir ao desfile final e depois, finalmente, para casa. A dada altura, um dos participantes de outra modalidade, vira-se para mim e diz-me:

"Ó mestre gostei muito, nunca tinha visto kendo assim."

E assim termina a história da nossa representação na 10ª Demonstração de Artes Marciais da Ass. de Amizade Portugal-Japão.

Para o ano devemos ter, sei lá, uns enormes três minutos para cada modalidade.

8 comentários:

Helder Sacramento disse...

Fico contente com a demonstração de apreço ke vos mostraram. Infelizmente, como disse no mail ke mandei á associação, não pude estar presente por motivos de trabalho.

Bom trabalho!!!

Abraço

Usagi-san disse...

Apreço, apreço? Chamaram-me MÉISTRE, pá! MÉISTRE. Tu noum estais a ber bem. Eheheheh.
Agora numa nota mais séria, fiquei um bocado chateado (com "F" grande) que uma associação que anuncia que vai organizar um europeu ter estado presente com 4 gatos pingados.
Deveria ser um momento para mostrar capacidade e competência... mas enfim, uma vez que mais ninguém se preocupa, vou EU preocupar-me.
Eu? Eu sou um MÉISTRE carago.

Maltez disse...

Alguma malta de Coimbra (eu incluído) até esteve aí por Lx... mas num estágio de Aikido :-\ prometemos tentar estar presente para encher os 3 minutos do ano que vem ;-)

jorge disse...

Infelizmente à ultima hora tive que me cortar...

Mas quatro até nem foi mau, já fui representar a APK num festival de artes marciais e eramos só dois, porque aparentemente essa demonstração não seria "digna" para alguns caros kendocas estarem presentes, ou qualquer coisa do género...

A participação em demonstrações tem muito que se lhe diga, e na minha opinião acho que, apesar de ser secundário, deviamos apostar mais nelas, já que por vezes é o unico meio de levar o kendo "ao vivo" perto das pessoas
Por exemplo no meu caso conheci o kendo em meados dos anos oitenta numa demosntração em pleno alentejo :) )

Spirit Fighter disse...

É caso para dizer:
- Para o ano vamos fazer melhor. Pronto. Não se fala + nisso! :)

Ah.. E já agora, que a aorganização do festival tb faça melhor.. :P

Assim a assistência não se resumirá a familiares e amigos dos executantes!

Abraços!

Usagi-san disse...

"Quatro até nem foi mau" é uma expressão que tem muito que se lhe diga. Neste caso foi mau, a meu ver foi muito mau. E foi muito mau porque eu tentei fazer o melhor; eu explico: antes da demonstração anunciei que a APK ia organizar, ali mesmo naquele pavilhão, o europeu em 2007, que ia ser um evento do cacete, dourei a pildra até poder e em seguida, numa demonstração de (falta de) grande organização e (im)potência tomem lá... ups, 4 gajos mascarados?... 4?...
O karate shotokai que, foi um bocado depois de nós, entre novos e velhos, graduados e principiantes, tinha mais de quarenta pessoas.

Usagi-san disse...

Pôrra meu, o iaido tinha mais gente que nós, o IAIDO... :-<

jorge disse...

O meu "quatro até nem foi mau" era numa perspectiva de comparação com os dois da outra demonstração...

É claro que 2, ou 4 é muito pouco, mas lá está, isso só revela a atitude que existe perante as demonstrações.

Devia tentar-se incutir no pessoal uma perspectiva diferente em relação a isto, por exemplo no karate ou judo as demonstrações são uma actividade "normal" no calendário, em que, tal como nas competiçoes, todos deverão participar, já que é a imagem da modalidade que está em jogo.
Inclusive eles até têm a demonstração preparada e treinada.

Talvez criando por exemplo, um grupo de pessoas tipo "equipa de demonstrações" pudesse resolver/atenuar ?

Fogo, o Iaido com mais gente que nós... :(